Técnicas milenares nos ensinam que matéria efetivamente se transforma e pode ser moldada através de uma energia maior. Em uma pessoa sadia a energia circula livremente pelo seu corpo físico, fluindo por caminhos chamados “chackras”, meridianos energéticos e nadis (canais de energia sutil por onde flui o prana). Também circunda o campo energético a nossa volta, ao qual chamamos de aura. Essa força energética nutre nossos órgãos e células e regula as funções vitais. Quando a energia é bloqueada e a sua circulação é interrompida, ocorre uma disfunção nos órgãos e nos tecidos do nosso corpo.

A palavra sânscrita chakra significa “roda”. São centros magnéticos vitais, responsáveis pelo fluxo energético no corpo, que fazem parte da natureza oculta do ser humano. Tem como função principal absorver a energia universal, metabolizá-la e emitir energia ao exterior. Despertar e ativar sucessivamente cada um deles pela meditação e força de vontade a abrir as portas de um novo mundo, até aqui fechados em nosso interior.

A compreensão da natureza energética do mundo abre um leque de possibilidades novas para o homem do século XXI. Revolução semelhante lhe será possível ao perceber a natureza mental da realidade e, posteriormente, ao descobrir a onipresença imutável sob a aparente dança da transformação.

O modelo teórico dos Chakras afirma existir um percurso básico que a consciência humana segue em seu processo evolutivo. Esse padrão fundamental, arquetípico, é comum aos seres humanos de todas as raças, épocas e culturas. Ele é composto de Sete Etapas. Em cada uma delas a consciência vai ganhando maiores habilidades, capacidades e poderes, integrando-os em uma visão cada vez mais rica da vida, do mundo e de si mesmo. Quando falamos de Evolução da Consciência estamos falando da percepção de mudanças e transformações. Precisamos reconhecer que existe algo que muda e algo que permanece imutável. Dando nomes a isso dizemos: emoções, lembranças, pensamentos, etc, são transitórios, enquanto que a Consciência que conscientiza essas mudanças é permanente. O que muda, o que evolui não é a Consciência, mas as concepções, as visões do mundo, as interpretações da realidade que fazem a Consciência sempre imutável.

E energia tem qualidades e características diversas. A Consciência imutável pode se envolver com energias de tipos diversos; graus diferentes de vibração. Quanto mais densa for a energia com que veste a Consciência menos ela consegue perceber sua realidade livre e imutável e mais se sente limitada, sufocada pelas energias que a envolvem. Em outras palavras, quanto mais limitados forem os conceitos que temos da vida, quanto mais grosseiras forem as nossas emoções e atitudes, menos sentiremos nossa natureza de paz e plenitude.

Evoluir quer dizer trocar as roupas velhas e apertadas por outras que nos dêem mais liberdade e bem estar, trocando culpa por perdão, ações ansiosas por atos serenos, divisão por integração, conflito por sinergia. Eu não tenho que me tornar livre: eu sempre fui, sou e serei. O que posso fazer é trocar de roupas. Essa compreensão vai se desenvolvendo e se estruturando gradualmente. Ao expressar amor e paz, ao escolher a verdade geramos uma energia de alta voltagem que consome inarmonias e doenças físicas, emocionais e mentais (que nada mais são do que energias de baixa vibração).

Um pensamento pode ser definido como uma estrutura energética. Há pensamentos cuja estrutura cristalina permite que a paz e bem estar que somos se expresse, enquanto que há outros- uma interpretação de algum fato capaz de gerar raiva por exemplo- que bloqueiam a expressão de nossa luz. Evoluir, então, é trocar conceitos limitadores por outros que nos coloquem em um estado mais rico de recursos.

Os Chakras são um referencial para observar em que etapa evolutiva estão os Conteúdos Conceituais que prevalecem em nossa Consciência. E são também uma via de acesso para introduzir padrões energéticos de alta vibração e provocar modificações em nossa configuração energética habitual.

SINAIS DE (DES) EQUILÍBRIO DOS CHACKRAS
CHÁCKRA BÁSICO/RAIZ (períneo)

Seu Cháckra Básico está apresentando equilíbrio energético e é possível que você tenha as seguintes sensações:

  • Sensação de propósito de sua existência;
  • Sensação de pertencer ao mundo;
  • Disposição de assumir responsabilidades;
  • Empreendimentos prósperos;
CHÁCKRA SACRO/ SEXUAL (quatro dedos abaixo do umbigo)

Seu Cháckra Sacro/Sexual está apresentando excesso energético e podem ocorrer os seguintes sintomas:

  • Uso da sexualidade com compulsão;
  • Desvio (desperdício) da energia criativa;
  • Incertezas e tensões em relação ao sexo oposto (ciúmes);
  • Sensualidade grosseira;
  • Emoções descontroladas, reações exageradas;
  • Problemas físicos na área dos quadris, nos órgãos sexuais, rins, bexiga;
  • Problemas relacionados com urina, sangue, linfa, sucos digestivos e demais fluidos do aparelho reprodutor.
CHÁCKRA PLEXO SOLAR (três dedos acima do umbigo)

Seu Cháckra Plexo SOLAR está apresentando excesso energética e podem ocorrer os seguintes sintomas:

  • Problemas físicos relacionados com a parte inferior das costas, com a cavidade abdominal, pâncreas, sistema digestivo, estômago, fígado, baço, vesícula biliar e sistema nervoso vegetativo;
  • Tentativa de controle de pessoas e situações;
  • Insatisfação, vazio;
  • Ausência de serenidade interior;
  • Irritabilidade.
CHÁCKRA CARDÍACO/ CORAÇÃO

Seu Cháckra Cardíaco está apresentando equilíbrio energética e podem ocorrer os seguintes sintomas:

  • Existência do Ser e do Eu de forma compassiva;
  • Amor;
  • Alegria;
  • confiança;
  • Segurança;
  • Respeito;
  • Sinceridade;
  • Perdão;
  • Auto Perdão;
  • Compreensão.
CHÁCKRA LARÍNGEO/ GARGANTA

Seu Cháckra Laríngeo/Garganta está apresentando excesso energética e podem ocorrer os seguintes sintomas:

  • Tentativa de controle através da palavra e da argumentação;
  • Linguajar chulo;
  • Excesso de racionalismo e objetividade (frieza ao falar);
  • Tendência a falar alto;
  • Utilização da linguagem para controlar as pessoas;
  • Culpa e medo;
  • Utilização da intelectualização como mecanismo de defesa;
  • Ações imponderadas.
CHÁCKRA FRONTAL/ 3ª VISÃO (entre as sobrancelhas)

Seu Cháckra Frontal está apresentando excesso energética e podem ocorrer os seguintes sintomas:

  • Dores de cabeça;
  • Vive em função do intelecto (geralmente muito desenvolvido) e da razão;
  • Arrogância intelectual;
  • Entende a espiritualidade como contrária à ciência;
  • Tentativa de controle das pessoas pelo poder mental;
  • Problemas físicos relacionados com o rosto, olhos, ouvidos, nariz e cavidades adjacentes;
  • Problemas físicos relacionados ao cerebelo e ao sistema nervoso central;

 

CHÁCKRA CORONÁRIO/ COROA (topo da cabeça)

Seu Cháckra Coronário/Coroa está apresentando equilíbrio energética e podem ocorrer os seguintes sintomas:

  • Evolução espiritual;
  • Consciência coletiva;
  • Integração com o Todo, com o Universo, com os semelhantes e com a natureza;
  • Respeito com a vida;
  • Plenitude física, mental e espiritual;
  • Alegria e plenitude espiritual sem limites.

Fontes:
“Chaves do reino interno” Jorge Adoum Ed. Pensamento
“Kundalini de Gopi Krishna” Hermógenes. Ed. Record.
“Os chakras e os campos de energia humanos”- Shafica Karagula Ed. Pensamento.
“O controle da respiração da prática do Yoga” Swami Sivananda Ed. Pensamento
“Teoria dos Chakras” Hiroshi Motoyama Ed. Pensamento.

Um comentário

  • Ultimamente tenho lido muito a respeito disso. Percebi que tenho uma maior tolerância religiosa (algo que me incomodava muito e questionava a respeito da “religião correta”) e percebi que o que realmente importa são nossas intenções e atitudes diante de nós e dos outros. Abandonei projeto profissional o qual não me sentia feliz, afastei-me de pessoas que não me faziam sentir bem, foi um momento que parecia que tudo estava fora tudo controle. Mas respirei fundo e aproveitei esse momento de isolamento para meditar sobre tudo que já tinha feito na minha vida até o momento. Refletia todos os dias. E passei a mudar minhas concepções sobre mim. Deixei pra trás a vitimização e tomei consciência da minha responsabilidade sobre minhas atitudes. Fui em busca do autoconhecimento. A medicina oriental sempre me atraiu. Esse momento da minha vida permitiu que eu aprofundasse ainda mais no assunto. E lendo a respeito dos sintomas me identifico com alguns. Às vezes são bons outros me incomodam, como quando estou com certa pessoa. Sentimentos aleatórios de alegria… ou dúvida.. me pergunto se estou fazendo o que é certo. Tive vontade de compartilhar aqui na esperança de ser auxiliada de alguma forma. Estou amando o site! e sou muito grata! 🙂

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>