Esta dica ilustra algumas das biomecânicas do ombro em Gomukhasana e alguns passos simples que podem ajudar a aumentar a amplitude do movimento do braço do lado inferior através de um estiramento facilitado dos rotadores externos do ombro. Por favor, tenha em mente que as pessoas com certas condições dos ombros, incluindo artrite e instabilidade, devem evitar os extremos da amplitude de movimento (como no Gomukhasana), pois isso pode agravar a sua condição. Sempre , consulte o seu médico antes de praticar Yoga ou qualquer outro programa de exercícios.

Ciência básica:

O ombro é a articulação mais móvel do corpo. Na verdade, é uma combinação de quatro articulações separadas: as glenoumeral, acromioclavicular, esternoclavicular e escapulotorácica articulações. Todas as quatro juntas contribuem para o movimento do ombro ou seja, o movimento ocorre através de uma combinação de articulações individuais. Limitações a qualquer uma das articulações que formam o ombro pode prejudicar o movimento.

Este vídeo usa Eka Pada Raja Kapotasana para ilustrar as diversas articulações e estabilizadores musculares que formam o ombro. Para mais detalhes sobre os músculos envolvidos, consulte Os Músculos Chave do Yoga Vol. 1

Tal como acontece com todas as articulações do corpo, a mobilidade e a estabilidade do ombro é determinada por três fatores: a forma do osso, as estruturas capsulo  e os estabilizadores musculares. A maioria dos movimentos do ombro é a partir da articulação glenoumeral. Esta é uma bola rasa e soquete que é mantido no lugar por uma cápsula com ligamentos e uma série de músculos.

Movimento limitado dos ombros pode ser causado por uma série de fatores, incluindo o seguinte:

1. Artrite (geralmente afetando a articulação glenoumeral);

2. Estruturas capsulo apertadas;

3. Músculos tensos.

Aprofundando o Alongamento

A chave é concentra o drishti no braço inferior em Gomukhasana e usar um trecho facilitado da infra, redondo menor e porção posterior do deltoide para permitir o aprofundamento da postura. Uma fita liga o  braço  superior  ao inferior.

  1.  Delicadamente, projete o antebraço nas costas criando um leve alongamento do infraspinatus , redondo menor e deltoide posterior no braço.
  2. Puxando para baixo a fita enquanto pressiona a parte de trás da mão do braço inferior contra as costas criando uma contração excêntrica dos músculos do alongamento. Isso ativa os órgãos tendinosos de Golgi desses músculos e cria uma “resposta de relaxamento” que liberta os músculos para alongar. (Para mais informações sobre o órgão tendinoso de Golgi, por favor consulte o livro ” As Posturas Chave do Yoga Vol. 2“).
  3. O relaxamento dos romboides liberta a escápula a afastar-se da linha média, permitindo que o braço inferior a projetar para cima esticando os músculos alvo. A mão é então mantida no lugar pelo braço.
  4. As romboides ativam-se a puxando a escápula de volta para a linha média, acentuando o alongamento.

Estes passos são repetidos uma vez para aprofundar o alongamento. Não tente atingir o seu máximo em uma prática. Em vez disso, construa a sua flexibilidade ao longo do tempo com um prática consistente e suave.

Dicas práticas:

1) Sempre construir a contração de um músculo com cuidado e lentamente. Isso ajuda a minimizar o risco de lesões e dor.

2) Somente contraia psoas com aproximadamente 20% de sua força máxima.

3) Despertar o músculo é feito contraindo o mesmo. Balanceie a ativação do músculo alongando no final de sua prática.

4) Dê tempo suficiente para recuperação entre as sessões de treino.

5) Sempre pratique sob a orientação de um professor experiente.

6) Sempre, em caso específico, consulte o seu médico antes de fazer yoga ou qualquer programa de exercícios.

Se você é novo para a integração anatomia em sua prática, lembre-se de que não é necessário memorizar esta técnica em sua primeira passagem. Comece por apreciar as belas imagens do corpo em yoga. Isto só vai despertar a consciência do seu cérebro da anatomia durante a sua prática. Volte em outra oportunidade com um olhar mais atento, e então suavemente percorrer as propostas ilustradas acima . Sua mente inconsciente vai criar novo circuito enquanto você descansa. Aproveite este processo, e quando você voltar para o tapete, você vai se surpreender com a facilidade com que você acessar esta técnica.

Dê uma olhada nos livros da Bandha Yoga em português na página da Traço Editora para aprender mais como combinar a ciência ocidental com a arte do Yoga…
Namastê
Bandha Yoga & Traços Editora

 

RECEBA O BOA YOGA POR E-MAIL

Um comentário

Comentários Desabilitado