inibição-recíproca-3

O conceito do equilíbrio Yin / Yang aparece ao longo do corpo. Ele está presente na anatomia, onde a forma de um conjunto se encaixa a sua função. As juntas que requerem estabilidade são menos móveis e aquelas que exigem mobilidade são menos estáveis. Olhe para a forma das articulações do quadril e ombro para ver este conceito em ação.

Da mesma forma, há um certo número de laços de realimentação fisiológicas que equilibra o fluxo de energia no corpo. Um destes é o reflexo da medula espinal primitivo conhecido como inibição recíproca. Este reflexo faz com que o músculo antagonista relaxe quando os sinérgicos contraem.

O Yin / Yang Biomecânico

inibição recíproca 1

Músculos se dividem em dois grupos básicos, de acordo com o que estamos fazendo em determinado momento. Por exemplo, o quadríceps são os agonistas para extender os joelhos. Os isquiotibiais esticam quando o joelho se extende e por isso são os antagonistas para essa ação. Os tendões se tornam o músculo agonista quando o joelho se dobra e os quadríceps se tornar o antagonista. Este é o Yin /Yang biomecânico .

 

Agonistas e Antagonistas em Janu Sirsasana

inibição recíproca 2

Esquerda: Na perna direita, o quadríceps (verde) são os agonistas e os isquiotibiais (vermelho) são os antagonistas.

Direita: Na perna flexionada, os isquiotibiais (verde), são os agonistas e os quadríceps (vermelha) são os antagonistas.

Inibição  Recíproca Yin/ Yang Fisiológico 

Faz sentido que haveria uma correspondente Yin /Yang  fisiológico para tornar os processos biomecânicos como flexão e extensão do joelho eficiente de energia, ou seja, quando o músculo agonista contrai , seu antagonista relaxa. Este processo ocorre inconscientemente através de um cabo de arco primitivo reflexo espinal que os cientistas chamam de “inibição recíproca.” Podemos conscientemente acessar este arco reflexo para aprofundar e melhorar a nossa posturas.

inibição recíproca 3

Em Paschimottanasana, o músculo quadríceps é o agonista e os músculos isquiotibiais são antagonistas. Conscientemente envolver os quadríceps também sinaliza as limitações para relaxar. Isto ocorre através da medula espinal. O impulso nervoso, que resulta na contração dos quadríceps é chamado excitatório (1) e o impulso para os isquiotibiais é chamado de inibidor (2). Tente esta técnica para conseguir um pouco mais neste postura e depois aplique em diferentes grupos agonistas / antagonistas musculares. Observe a vantagem biomecânica de um melhor alinhamento, em sua postura quando você usa esta técnica.

Dicas práticas:

1) Sempre construir a contração de um músculo com cuidado e lentamente. Isso ajuda a minimizar o risco de lesões e dor.

2) Somente contraia psoas com aproximadamente 20% de sua força máxima.

3) Despertar o músculo é feito contrado o mesmo. Balanceie a ativação do músculo alongando no final de sua prática.

4) Dê tempo suficiente para recuperação entre as sessões de treino.

5) Sempre pratique sob a orientação de um professor experiente.

6) Sempre, em caso específico, consulte o seu médico antes de fazer yoga ou qualquer programa de exercícios.

Se você é novo para a integração anatomia em sua prática, lembre-se de que não é necessário memorizar esta técnica em sua primeira passagem. Comece por apreciar as belas imagens do corpo em yoga. Isto só vai despertar a consciência do seu cérebro da anatomia durante a sua prática. Volte em outra oportunidade com um olhar mais atento, e então suavemente percorrer as propostas ilustradas acima . Sua mente inconsciente vai criar novo circuito enquanto você descansa. Aproveite este processo, e quando você voltar para o tapete, você vai se surpreender com a facilidade com que você acessar esta técnica.

Dê uma olhada nos livros da Bandha Yoga em português na página da Traço Editora para aprender mais como combinar a ciência ocidental com a arte do Yoga…
Namastê
Bandha Yoga & Traços Editora
Cometários