A articulação do quadril é uma das maiores articulações do corpo e é um importante conjunto de suporte do peso corporal. Suporte de tensões no quadril durante a caminhada pode ser 5 vezes o peso corporal de uma pessoa. Um quadril saudável pode suportar seu peso e permitir que você mova sem dor. Alterações no quadril por doenças ou lesões vai afetar de forma significativa o seu caminhar e colocar tensão anormal sobre as articulações acima e abaixo do quadril.

O quadril é uma articulação muito estável e muito profunda e force  apoio muscular para a estabilidade sendo bastante substancial. Ainda assim, muitas pessoas têm mau controle neuromuscular da mobilidade nos quadris e podem se beneficiar de exercícios que desafiam a estabilidade do quadril. Insuficiente mobilidade nessa articulação também é um problema comum. Flexionar e girar  os quadris é um componente essencial em movimentos de levar  e agachar do chão, lidar com obstaculo no nássi dia-a-dia . .

Quando estes movimentos são limitados, nosso organismo vai tentar completar a atividade, encontrando movimento em outro lugar – geralmente na região lombar, criando tensão excessiva. Para encorajar uma melhor mobilidade no quadril, é importante incorporamos alguns asanas para varias a mobilidade do quadril. Se estes asanas são difíceis, treine algumas vezes ao dia para começar ver resultados. Se houver dor pare e consulte um fisioterapeuta.

(1), (2): Levantar a perna direita em direção do braço direito. Não forçar para obter altura, trabalhe progressivamente e repita na outra perna. Divida em 3 séries de 12 repetições (1) (2).

(3), (4): Estenda a perna direita para frente, não procure altura no começo e mova a perna direita para trás e incline o tronco para frente formando uma linha paralela ao chão também estenda um dos braços para frente e o outro apoiando na cintura. Tente fazer movimentos dinâmicos e não fixos em cada postura. 3 séries de 12 repetições

(5), (6): Sente no chão, dobre as pernas e apoio os braço um pouco atrás do corpo, erga as pernas levantando o tronco em linha uma linha paralela ao chão e estique os braços, prese atenção para não deixar o tronco cair entre os ombros. Realize esse movimento (5) e (6) de forma dinâmica. 3 séries de 12 repetições

Muitos praticantes de Yoga gostam de seguras asanas por algumas respirações, faça esses asanas de forma dinâmica e depois se tiver tempo, permaneça em cada postura por alumas respirações

 

 

Comments