Os Professores de Yoga  estão sempre lembrando os alunos de respirar. Mas será que é realmente importante?

Respiração e o ato de respirar é o lugar onde mente e corpo realmente se encontram. Como um ditador do nosso mundo externo que podemos controlar.

Tente isto: Sem prestar atenção, contraia sua caixa torácica, respire sem ritmo e olhando para o chão. Perceba se o seu estado de espírito não se torna sombrio e triste. Agora sente-se, olhe para cima, respire fundo várias vezes e compare como o seu humor, a sua perspectiva e toda a sua experiência do mundo ao seu redor muda.

A prática física dos asanas e a respiração que acompanha os movimentos tem uma longa e crescente lista de benefícios.

Uma respiração lenta e profunda acalma o sistema nervoso. A respiração tranquila influencia os circuitos autônomos que retardam o batimento cardíaco e reduza pressão sanguínea, resultando em calma e uma sensação de estabilidade. Padrões respiratórios anormais podem estimular reações associadas com ataques de pânico, ansiedade e excesso crônico de estimulação do sistema nervoso  simpático .

Em uma situação de pânico, a resposta é frequentemente ter muitas respirações curtas e rápidas, isso efetivamente fornece menos oxigênio para os alvéolos (o ponto de troca de oxigênio e dióxido de carbono entre o sangue e os pulmões). Depois de praticas completa (com intensidade) com a respiração Ujjayi durante  um mês, a média de respirações por minuto cai de 13,4 para 7,6 e sua capacidade de física  aumenta assim como a sua saturação de oxigênio no sangue.

O aumento de oxigênio no sangue, juntamente com uma melhor circulação traz mais sangue oxigenado para as extremidades. Estudos mostram que a prática dos asanas aumenta os níveis de hemoglobina (transportador de oxigênio no sangue) e células vermelhas do sangue. A troca de oxigênio por dióxido de carbono (CO2) acontece através de um delicado equilíbrio de gradientes de pressão entre o sangue e os alvéolos ou do sangue e as células. Quando o sangue rico em CO2 atinge os pulmões, a busca permanente do corpo para manter o equilíbrio exige a transferência de co2 por oxigênio e a respiração é alcançada.

Durante a respiração superficial perdemos muito co2, há menos transferência tanto em alvéolos e nas próprias células. O sangue vai reter o oxigênio que tem para manter os níveis de pH sanguíneo adequado, deixando um acúmulo de resíduos metabólicos nas células e efetivamente sentindo necessidade de oxigênio fresco.

A magia da prática dos asanas é encontrada na união mente e corpo.

A expressão física desse ponto de encontro é a respiração. É a única função de sobrevivência sobre o qual temos controle voluntário e submissão involuntária. É a expressão da nossa existência e as circunstâncias em que percebemos que existimos.  Não deixe sua prática ser sobre a próxima postura mas em vez disso sobre como estender os momentos consecutivos em que podemos manter a respiração rítmica constante que molda a experiência física e emocional do nosso mundo.

Comments