Quando começamos a praticar Yoga, jamais imaginamos a diversidade de coisas que conheceremos e o Universo de novidades que, concomitantemente, virão junto a ela. A filosofia, que é parte fundamental do estudo desta prática, nos faz querer reservar um ou dois textos por semana sobre o assunto para ler e entender um pouco mais de todo esse mundo zen.

Com a migração do Yoga desde seu berço até o Ocidente, alguns aspectos foram dissolvidos e até mesmo esquecidos pelos praticantes. O bem-estar, saúde e qualidade de vida não são apenas os únicos benefícios trazidos pelos ásanas (posturas), o conceito primordial que deve ser absorvido por todos é de que o Yoga sempre serviu a um propósito: a libertação.

“Mokṣa, a libertação, que é o objetivo final de todas as formas de Yoga. Liberdade dos condicionamentos, da escravidão sensorial, das misérias existenciais, dos karmas e sentimentos indesejáveis, entre outros. Existem muitos termos sânscritos para definir esse objetivo, que é ao mesmo tempo a meta do Yoga: nirvaṇa (“sem [identificar-se com os] desejos”), mokṣa (“libertação”), samādhi (“grande concentração”), kaivalya (“isolamento [dos condicionamentos e medos]”), etc. Da mesma forma, existem muitos meios diferentes para realizar essa meta, assim como muitas visões diferentes sobre os caminhos a serem percorridos. O Haṭha Yoga é um desses caminhos”- Pedro Kupfer 

O alívio gradativo de doenças mentais ou emocionais pode ser percebido após algumas semanas de prática. Estima-se que 80% dos problemas de saúde se encontram nesta categoria, também conhecidos pelo nome de problemas psicossomáticos. Eles podem ser curados ou ter seus efeitos diminuídos com a técnica do Yoga.

Outra prática trabalhada nos estúdios durante as aulas e que tem tido ótimos resultados, são as meditações. De acordo com a intenção do professor a Savassana (posição de relaxamento) pode ser aplicada durante 15 a 20 minutos, com reflexões preparadas que induzirão ao praticante a relaxar as dores da aula e se sentir mais confiante e repousado. Além disso, a meditação permite a integração no corpo, de todos os movimentos praticados e providencia a libertação de toda a tensão residual.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>