Estima-se que pelo menos 500 mil pessoas já praticam Yoga no Brasil, e não é segredo nenhum que a maior porcentagem desses praticantes sejam do sexo feminino. Também não é segredo que a gravidez é o sonho de muitas mulheres ao redor do mundo. Separamos nesse texto alguns pontos importantes para os adeptos da Yoga durante a gravidez e também para as mamães de primeira viagem que gostaria de melhorar a qualidade da gestação e do parto.

Yoga pode ser muito benéfica para as mulheres grávidas – ele ajuda a respirar e relaxar, o que por sua vez pode ajudá-la a ajustar-se às exigências físicas da gravidez, trabalho de parto, parto e maternidade. Isso acalma a mente e o corpo, proporcionando o alívio do estresse físico e emocional que seu corpo precisa em toda a experiência da gravidez. Fazendo uma aula de Yoga pré-natal também é uma ótima maneira de conhecer outras mamães e embarcar nesta viagem juntos.

Você precisa tomar algumas precauções, no entanto:

  • Se você estiver participando de uma aula de Yoga regularmente (não especificamente voltados para as mulheres grávidas), não se esqueça de dizer ao instrutor que está grávida, e em trimestre você está.
  • Não faça nenhum asanas (poses) em sua volta depois do primeiro trimestre – pode reduzir o fluxo sanguíneo para o útero.
  • Evite poses que esticam os músculos demais, especialmente os músculos abdominais. Você corre riscos maiores de distensões e outras lesões por causa do hormônio relaxina, o que permite que o útero se expanda, e também suaviza o tecido conjuntivo.
  • A partir do segundo trimestre – quando o seu centro de gravidade realmente começa a mudar – procure fazer qualquer posição que possa usar o calcanhar na parede ou usar uma cadeira de apoio, para evitar perder o equilíbrio e correr risco de prejudicar você ou seu bebê.
  • Evite Bikram Yoga ou “quente” (Hot Yoga) – trabalhando em uma sala de superaquecimento ou superaquecido pode colocar em risco a saúde de um feto em crescimento, de acordo com estudos.
  • Fazer com que suas costelas tenham mais espaço para se mover, ajuda na respiração. Uma forma de melhorar isso é encurvar-se para frente, a partir dos quadris, levando o peito a frente e estendendo a coluna, do cóccix até a cabeça. Mantenha a pelve em posição neutra durante essas poses mediante a contratação dos músculos abdominais e levemente colocando o cóccix para baixo e para dentro. Isto ajuda a relaxar os músculos de suas nádegas (glúteos) e os flexores do quadril, o que pode ajudar a reduzir ou prevenir a dor ciática abaixo da perna, um efeito secundário comum da gravidez. Ele também ajuda a evitar lesões no tecido conjuntivo que estabiliza a pélvis.
  • Se você está dobrando para a frente enquanto estiver sentado, coloque uma toalha ou cinta yoga atrás de seus pés e segure ambas as extremidades. Dobre a partir dos quadris e levante o peito, para evitar comprimir o abdômen. Se a sua barriga está muito grande para este movimento, tente colocar uma toalha enrolada sob suas nádegas para elevar o corpo, e abrir as pernas sobre na largura do quadril, para dar sua barriga mais espaço para avançar.

E o mais importante,ouvi com atenção ao seu corpo. Se você sentir qualquer desconforto, pare! Você provavelmente terá de modificar cada pose conforme seu corpo muda.

Comments