Assim como muitos fazem ou já fizeram. Começo do ano é sempre uma forma de renovar, recomeçar. Num grupo de whatsapp entre primos, discutíamos como podemos renovar nossos hábitos, melhorar nossa alimentação, inserir atividade física no nosso cotidiano, fazer com que o bem-estar se torne uma rotina, e essa rotina uma melhor qualidade de vida.

Eu conheço meu primo Lucas a minha vida toda. Atualmente com mórbida III, e esperando seu segundo filho, ele acordou! Resolveu mudar seus hábitos alimentares, praticar esportes, e me pediu ajuda: “como a Yoga pode me ajudar?”

Isso de alguma forma me remeteu a 2006, quando era estagiário em São Paulo. Lembro que a empresa como uma forma de proporcionar uma qualidade de vida melhor no ambiente de trabalho, oferecia Yoga por 45min duas vezes por semana. Além de ter sido meu primeiro contato com Yoga, eu me lembrei também que meus colegas com sobrepeso e/ou obesos nunca participavam, alguns até chegavam “atrasado” no trabalho como forma de não participar. Por vergonha? Por receio? Eu acho que não, acho que foram mal orientados pelos instrutores. Acreditavam que aquilo não era para eles.

Pessoas costumam achar que Yoga é apenas posturas e atividade física, mas vai muito além disso. Nesse artigo vou explicar como a Yoga É SIM para todos. Como a Yoga pode trazer benefícios para a perda de peso e como pode melhorar sua qualidade de vida, devolvendo sua auto-confiança e ajudando a entender seu corpo e mente de forma melhor.

Entenda seu tamanho e seu corpo

Para facilitar o entendimento, vamos subdividir as pessoas obesos ou com sobrepeso em 4 grupos:

Sobrepeso e atlético – Esse tipo carrega mais peso que o ideal do que é considerável saudável, porém o peso é bem distribuido pelo corpo, de forma que consegue executar maior parte das atividades normalmente. Geralmente ativo, positivo e motivado, esse tipo de pessoa procura praticar todos tipo de atividade confiante que não será maléfico ao seu corpo. Essa pessoa se encaixaria em qualquer tipo de aula de Yoga, mas deve ser encorajado a começar de forma lenta e gradativa. Conhecendo as posturas e entendendo seu corpo. Esse tipo pode necessitar do bloco de apoio para ajudar nas posturas e evitar contusão.

Obeso e flexível – Esse tipo carrega mais peso do que deveria, de forma mal distribuida. Sujeito geralmente positivo e motivado a mudar seus hábitos e iniciar atividades físicas. Porém pode se sentir acuado no início. A maior parte do peso se concentra na barriga e coxas. Saudação ao sol, poses com a cabeça para baixo e posturas que exijam esforço não são recomendados no início. Recomendável iniciar com posturas no chão e com apoio para as costas, e posturas simples de pé. Evitar forçar os joelhos.

Obeso e inflexível – Esse tipo passa o dia sentado no trabalho e ao chegar em casa costuma ficar em frente a TV, poucas atividades que exijam do corpo durante o dia. Esse tipo de pessoa sabe que deveria levar a saúde mais a sério, mas nada parece motivá-lo a começar ou não sabe por onde começar. Geralmente bem inflexível para movimentos normais e é o tipo de pessoa que desafia a saúde diariamente, que pode sofrer de diversos problemas de stress e pressão alta, deve começar com atividade de chão, e atividades de respiração. Essa pessoa necessita “abrir” o corpo periodicamente, junto com reeducação alimentar, enquanto reconstroe a confiança.

Obeso e inativo – Tipo de pessoa que vive acima dos 180kg, apenas por executar movimentos como levantar o braço parece desafiante. Tipo de pessoa que tem dificuldade para levantar ou sentar. Se sente humilhada e com vergonha da sua condição de peso e saúde, passa maior parte do tempo em casa e sozinho. Esse é o tipo de pessoa é a que mais precisa de Yoga, para reduzir o stress, aos poucos retomando movimentos suaves e gentis. Pode executar movimentos de Yoga sobre cadeiras, e executando alguns movimentos de levantar e sentar. Yoga em pequenos grupos que mostrem suporte é mais recomendado para ganho de auto-confiança e auto-estima.

A atitude do “NO PAIN, NO GAIN” não funciona bem para pessoas obesas. Eles podem estar carregando muito dor por muito tempo sem que as pessoas ao redor notem, procurar por novos hábitos alimentares e atividades se tornam desafiadoras. Procurem executar ou orientar a execução de Pranayama (focado em respiração), isso vai aliviar a dor e permitir que as pessoas se inspirem a conhecer mais e praticar mais.

Abaixo listo 4 posturas que podem ajudar a iniciação na Yoga. Ainda assim recomendamos procurar um estúdio de Yoga próximo a sua casa e com especialistas, que podem orientar cada pessoa para um certo tipo de treino.

Joelhos flexionados em direção ao peito (Apanasana)

1
Para fazer essa posição relaxante segure as pernas com as duas mãos, um pouco abaixo dos joelhos. Mantenha-se na pose entre 30 e 60 segundos e depois solte as pernas. Repita conforme for necessário. Esta pose massageia suavemente o sistema digestivo e dá alívio de excesso de vento no estômago e intestinos

Posição de criança (Balasana)

Untitled

É um poderoso remédio contra estresse, ansiedade e dores de cabeça. A posição ajuda a acalmar a mente e, ao deixarmos cair os ombros, liberamos a tensão dessa região e das costas. O ar é dirigido para a parte traseira do corpo, passando pela coluna vertebral e pela parte de trás do pescoço e dos ombros.

Pernas retas na parede (Viparita Karani)

4
Deite de barriga para cima, encoste o bumbum na parede e erga as pernas, de forma que elas fiquem retinhas na parede, invertendo a gravidade. Essa é uma das melhores posições para aliviar sintomas de ansiedade. Ela ajuda a acalmar a mente e reduzir a fadiga, dois fatores que podem fazer uma grande diferença na prevenção e redução das dores de cabeça. Utilize um travesseiro para auxiliar no começo.

Pose cadáver (Savasana)

5
Geralmente esta é a pose final da yoga. Ajuda a aquietar a mente e relaxar completamente o corpo, o que pode ser extremamente útil para aliviar dores de cabeça tensionais. Você pode ainda fechar os olhos e respirar suavemente.

Seja gentil com seu corpo

Seja gentil com seu corpo. Yoga te auxiliará com o controle de stress e positividade. Quanto mais você aprender a relaxar seu corpo e sua mente, melhor você lidará com seu controle de peso. Yoga também te ajudará com dores nas costas e outros tipos de desconforto.

Namastê!
Cleiton De Veras

Um comentário

  • Muito interessante esclarecer que yoga é para todos e para todas as idades.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>