limãoO limoeiro é uma árvore de 4 a  metros de elevação, originário da Ásia Meridional e do Sudeste. O caule é ramoso, ramos cheios de espinhos nas partes mais delgadas, folhas alternativas de pecíolo alado, oblongas,acuminadas, plantas, luzentes, verdes ou verde-amarelas, inteiras ou serradas, coriáceas.  O limoeiro é um parente próximo de cidreira. Possui flores numerosas, dispostas em cachos auxiliares e terminais, brancas por dentro e ligeiramente vermelho-violáceas por fora. Corola de 5 pétalas alongadas, quase elípticas.

Os indianos e os chineses cultivavam o limão há milênios. Os árabes difundiram o seu valor medicinal no Egito e na Palestina. Para a Europa veio graças às conquistas de Alexandre.

O fruto é hesperídio, ovoide, amarelo-claro quando maduro, de casca muito espessa e irregular, polpa pouco ácida, cujo suco contém ácido cítrico, ácido málico, citratos de potássio e de cálcio, cerco 8% de glucídios, matérias pécticas, mucilagem, sais mineiras, oligoelementos e vitamina C.

A análise química dá as seguintes porcentagens:

Água fisiológica…………………..86%
Albumina…………………………..0,50%
Gorduras……………………………0,50%
Hidratos de Carbono…………….9%
Sais Minerais……………………….2%
Celulose……………………………..2%

Há uma variedade de limões: o limão siciliano, o limão-de-casca-fina, o limão rosa, o limão bravo,etc. Todos são bons para curar as enfermidades que mencionaremos nos próximos artigos.

Umas das principais exigências na cura pelo limão é a de consumir grande quantidade de legumes, verduras, frutas, raízes tuberosas, para que o organismo se abasteça de celulose necessária às células e ao funcionamento dos intestinos, devido à ação peristáltica sobre os mesmos.

O limão produz bom efeito quando tomando em quantidade progressivamente maior, até certo limite, e depois em quantidade progressiva menores. Começa-se, por exemplo:

  • Primeiro dia : 1 limão
  • Segundo dia: 2 limões
  • Terceiro dia: 3 limões
  • Decimo dia: 10 limões

Depois vai diminuindo a does pela mesma escala. Assim em 20 dias,faz-se o que se chama cura pelo limão. Pode também começar com 2 limões e prosseguir aumentando 2 por dia, até 20; depois diminuir na mesma proporção. Também  se faz uma boa cura aumentando a dose de 3 em 3, até 30. A quantidade de limão e a duração da cura devem depender da natureza e gravidade da doença a ser combatida.

Quando não se tratar de um mal crônico, quando é um resfriado, uma gripe, etc. Tomam-se durante dois, três ou quatro dias, segundo o caso, 5 a 10 limões por dia para apressar a cura.

A melhor maneira de tomar suco de limão é espremê-lo num copo e tomar o suco por canudo.

Quem não está acostumado a tomar suco de limão, pode para torná-lo mais apetecível, diluí-lo em água.

O uso do limão pode provocar o aparecimento de uma espécie de urticária. isto, porém, não significa que o limão esteja prejudicando o enfermo; indica que lhe está purificando o sangue, expulsando as substâncias estranhas,

O seu campo de ação curativa é vastíssimo, alcançando todo os corpo humano. Considerando seu importante trabalho, ele desempenha um grande papel como destruidor de ácidos no estomago, contra acidificações e outras enfermidades, mas falta dizer muito para esgotar seu extraordinário poder de regeneração de vitalidade humana.

É o maior inimigo de todas as substâncias prejudiciais ao organismo, não importando em que lugar, órgãos e tecidos se tenham acumulado ou agido nefastamente, pois as combate energeticamente, de verdade. Onde falham todos os demais meios em virtude da resistência das substancias nocivas, é muitas vezes a panacéia o único remédio que pode operar curas realmente miraculosas.

Leia mais sobre as virtudes do limão.

Deixe uma resposta

Seu email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes:
<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>