Quando falas para um amigo experimentar uma aula de Yoga, geralmente falamos: “Você vai se sentir tão bem! Fico sempre relaxado depois da aula. “

O que não falamos é que de vez em quando o Yoga nos faz sentirmos muito mal.

Alguns yoguis dizem que nossas emoções são armazenadas dentro do organismo e as lembranças permanecem em células no fundo dos nossos músculos. Quando praticamos uma determinada postura e abrimos aquela parte do corpo que antes era deixada para trás , alongando e relaxando os músculos que passaram despercebidos durante anos, tensão é liberada e nesse processo de libertação, memórias e emoções que estavam armazenadas na infância e dormiam tranquilamente no fundo dos ossos desde então ressurgem.

Em certos momentos deitamos e apreciando a postura do bebê feliz e no minuto seguinte somos inundados pela raiva ou sentimentos contrario a felicidade. Não temos ideia do que desencadeou e não há nenhuma razão para sentir essa emoção naquele momento, mas está lá e é real e tem que ser trabalhado.

Não é possível afirmar cientificamente que as emoções são armazenadas em nossos músculos, mas faz sentido dizer que o Yoga traz antigas emoções a tona. Na prática do Yoga, aprende-se a controlar a respiração para acalmar a mente e ajudar no relaxamento do corpo. Esse aprendizado é ótimo, faz as noites serem melhores e diminui o estresse deixando uma ótima sensação e tira todo o peso dos nossos ombros . Aprendemos também  a lidar com o estresse do dia-a-dia, liberando os músculos tensos que temos devido a nossas atividades diárias.

Na superfície, tudo pode esta indo muito bem mas somos seres multidimensionais e com longas histórias emocionais. Tivemos momentos de tristeza, susto, solidão no passado e suprimimos cicatrizes antigas, derrotas e humilhações apenas para sermos capazes de funcionar em nossas vidas cotidianas.

À medida que aprendemos a conectar a nossa respiração, o Yoga começa a trabalhar de forma mais eficiente.

Limpeza feita, estresse, ansiedade e tensão fora de nossas vida  ! Começamos a trabalhar o nosso arquivo antigo, tentando resolver  a velha bagunça, para finalmente arrumar o nosso ser mais íntimo. Antigos pensamentos se levantam num Guerreiro II  e tempestades aparecem durante o Savasana porque ficamos infinitamente tristes e não temos  ideia do porquê.

É fácil se sentir como um louco quando uma dessas ondas emocionais chegam no meio da aula . Ninguém avisa ou comenta sobre esse fenômeno e na primeira vez que eu experimentamos  isso pode preocupar e até culpar o Yoga.

O importante é deixar as emoções e memorias virem a tona para finalmente esquece-las mas de forma definitiva aceitando que um dia elas foram reais e naquele momento não passam de memorias e magoas que não tem nenhum efeito. Tendo essa forma de pensar, imediatamente nossos corpos relaxaram e um sentimento de abertura toma o espaço daquele antigo sentimento.

No momento, é muito ruim. É chato nos sentirmos tristes, com raiva e dor. Mas ao mesmo tempo é muito bom para finalmente sentirmos plenamente. Criando um espaço seguro para nos mesmos, no nosso corpo para experimentar essas emoções sem julgamentos e apenas aceitando o que vier .

Quanto mais nós liberamos do nosso passado, mais somos capazes de estar presentes e desfrutar de tudo que há no momento.

 

 

Comments