A pureza não só nos pede para subtrair as ilusões que impõem o momento, ela também nos pede para reunirmos em conjunto para que todo o nosso “Eu” esteja presente em todos os  momentos. O que isto significa? Ser puro, não fragmentado ou seja a pureza pede que todos nós fiquemos em um lugar ao mesmo tempo. E isso significa que a nossa cabeça e coração fiquem unificados, nossos pensamentos, ações e fala sejam congruentes e é isso estar no momento presente.

Muitas vezes acreditamos que certas experiências irão fazer bem e acalmar nossos pensamentos mas logo depois a experiência só trouxe mais confusão. É como se estivéssemos vivendo sobre os restos de onde estávamos ou nos planos do futuro. Porque não tiramos um tempo para aproximar com nossa essência , estamos em todos os lugares, menos no presente momento . Estamos perdendo a plenitude da vida na riqueza do que esta  imediatamente antes de nós. Em vez de curtir  o momento descontraídos e com espaço, porque nós tentamos fazer mais uma coisa antes do momento certo. E muitas vezes estamos confusos e desordenados, correndo mentalmente para a próxima coisa em vez de respirar e  fechar com o  doce momento.

A prática da pureza nos pede para desacelerarmos e fazer uma coisa de cada vez. Pureza encarna a estabilidade e integridade necessária para dar toda a nossa atenção a uma coisa de cada vez. À medida que praticamos essa desaceleração e damos a cada coisa toda a nossa atenção, vamos nos encontrar mais integrados e mais puros com o momento. Pressa, estar ocupados, todos os símbolos de sucesso em nossa cultura, são assassinos da pureza.

A pureza exige toda a nossa atenção no momento, para que possamos ir para a próxima coisa com a nossa plena consciência e energia. Krishnamurti escreve sobre a liberdade e diz, “eu entro plenamente em cada experiência e eu saio totalmente de cada uma delas também. Eu me coloco em tudo que faço, e … fora de tudo que eu faço.” Pureza pede que fazemos contato pleno e honesto com o momento para não haver nada perdido e sem arrependimento. Não há nenhum resíduo.

A prática de Saucha, ou pureza, de limpar a nós mesmos e limpar nossa capacidade de ser a cada momento.  À medida que começamos a perder o peso do desperdício e desordem, começamos a sentir mais leve, mais espaçosos e expansivos. Nossos corpos se tornam mais vivos, nossas mentes se tornam mais claras, os nossos corações mais compassivos.

Ler Mais Sobre Yamas e Niyamas

Comments