Um amigo foi me visitar e andava comigo no metrô de São Paulo e disse: “Uau, eu não sabia que tanta gente aqui tinha uma prática de meditação.” Olhei em volta e comecei a rir . De fato, poderíamos estar rodeados por monges  meditando usando uma variedade de técnicas. Alguns olhou para a meia distância, outros tinham olhos-fechados, queixo para baixo  e alguns estavam fixados em um pequeno ponto, mandíbulas balançando.

Tudo bem, então talvez eles estavam fazendo o oposto da  meditação para que eles pudessem estar em qualquer lugar que não seja o transporte público lotado. Já esteve lá. Muitas vezes. Podem ser ecologicamente corretos , trens, aviões e ônibus não são simplesmente o lugar onde a maioria de nós escolhe estar. Quase todo mundo em trânsito tem um adesivo psíquico que fala : Eu estaria em qualquer outro lugar … Absolutamente qualquer outro lugar. Isso é claro que  faz com que esses  locais sejam perfeitos para a prática de estar presente.

Eu já ouvi alguns professores de Yoga falar sobre a importância desses momentos de transição na esteira. Nossas mentes estão tão focadas em alinhar a postura apenas para a direita, respirando com o movimento, segurando, observando nossas mentes, etc. Mas quando é hora de mudar posturas  muitas vezes  deixamos cair todo o nosso olhar a nossa respiração e nossa consciência sintonizada. É por isso que  a maioria das lesões do Yoga acontecem enquanto estamos mudando de um asana para a próximo.

Veja se você pode tentar fazer isso da próxima vez que você estiver  no meio dessa situação e fora do tapete. Para os moradores da cidade, isso pode ser quando você está no metrô ou de  pé em uma fila interminável.

1) Observe sua respiração. Sim, é básico  mas apenas iniciar a sintonização dentro. Você está irritada por não estar onde você quer estar que parou de respirar? Perceba

2) Aprofunde a sua respiração. Vem em uma zona tranquila, ujayyi calmante. Confie em mim, ninguém vai notar. Faça isso por alguns momentos.

3) Fechar ou Semi-Feche os olhos. Se  for confortável feche por inteiro. Se você está preocupada com as pessoas ao seu redor   que irão pensar que você está louca ou roubando sua bolsa, olhos baixos para o chão.

4) Sinta-se dentro. Faça uma avaliação interna. O que você está sentindo agora? Irritada, animada, feliz? Como está o seu coração? Seus músculos? Você está em algum lugar apertando desnecessariamente? Continue respirando seu ujayyi tranquila.

5)Firme-se até chegar. Sinta seus pés no chão e se você está sentada também sinta os ossos no assento. Respire para dentro da terra. Imagina chegando pelo  céu também, como se um raio de luz vai sair de sua cabeça até as nuvens que estão lá fora em algum lugar. Mantenha a respiração  lenta e constante.

BÔNUS: Ao inalar, senta o seu coração. Respire. Então, em uma expiração  imagine o seu coração mandando amor para todas essas pessoas. Veja-se enviando-lhes luz e bênçãos de amor.

Agora abra os olhos e veja se alguma coisa esta diferente. Em você e em sua volta. Eu gosto de fazer isso por cerca de cinco minutos, você pode seu celular para marcar o tempo

 

CLIQUE AQUI E CURTA O BOA YOGA NO FACEBOOK.